Identidade (Parte I)


Identidade em Cristo

Como definir quem você é? Onde está sua identidade? Quem as pessoas acham que você é? Quem você acha que é?

A identidade é o que define quem somos.

Ela diz aos outros e a nós, quem somos e para onde vamos.

Nossos gostos pessoais e hábitos são algumas das coisas que nos torna indivíduos únicos e diferentes dos demais. Eles influenciam nossa maneira de viver, e muitos nos acompanham desde quando nascemos, ou melhor, até mesmo antes de nascermos.

Começam a ser moldados desde cedo, enquanto ainda estamos na barriga de nossas mães e são fortemente influenciados pelas escolhas que nossos pais fizeram e pelo meio em que nascemos.

Mas então, será que isso é o que define quem somos?

Já estarmos biologicamente programados para certos hábitos desde que nascemos não significa que eles são permanentes. Somos constantemente influenciados pelo meio em que vivemos, pessoas com quem convivemos, circunstâncias que nos envolvem. Logo, gostos e hábitos mudam ao longo da vida.

Então não faz sentido basearmos nossa identidade em algo que pode facilmente ser alterado ou ser substituído, nem em nossas escolhas passadas. É um engano terrível achar que nosso valor está intrinsecamente ligado àquilo que fazemos.

Nossa identidade deve estar relacionada à nossa essência.

Mas afinal, o que é IDENTIDADE?

Segundo o dicionário Aurélio, IDENTIDADE significa: Qualidade de idêntico. Paridade absoluta. Circunstância de um indivíduo ser aquele que diz ser ou aquele que outrem presume que ele seja. Equação cujos dois membros são identicamente os mesmos.

A Bíblia nos dá a resposta sobre nossa identidade em Gênesis 1:26:

“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança (...)”

E em João 1:12

“Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus”

Nosso valor, nossa essência está no fato de sermos filhos de Deus. Essa é a nossa identidade.

Sabermos quem somos é algo tão valioso que quando Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo, a primeira coisa que o diabo fez foi tentar atacar a identidade de Jesus, dizendo: "SE você é o Filho de Deus, mande que estas pedras se transformem em pães". (Mateus 4:3), “SE és o Filho de Deus, joga-te daqui para baixo (...)” (Mateus 4:6).

E se até mesmo Jesus foi tentado quanto à Sua identidade, como nós também não seríamos?

Mas assim como o exemplo que Ele nos deixou, apesar das circunstâncias, não podemos nos curvar, nem duvidar de quem o próprio Deus nos constituiu.

VOCÊ É FILHO(A) DO DEUS TODO PODEROSO!

Quer saber mais? Estamos em fase de pré-lançamento da nossa ESCOLA DO SOBRENATURAL ONLINE!! Clique aqui e garanta 20% DE DESCONTO.

Posts recentes

Ver tudo